Entrevista com Queila Leite que acaba de lançar o álbum “Entrega”, com músicas que exprimem o sentimento de total adoração a Deus.

GMC:  Como começou sua história com a música?
Cresci cercada pela música, tanto em casa, quanto na igreja, cantávamos e ouvíamos muitos louvores. Apesar de fazer alguns solos esporádicos na igreja, nunca pensei em gravar CD.  

Mas, ao longo da minha vida, Deus tem falado por diversas vezes dos planos Dele para mim, de chamada missionária para lugares longínquos, de usar-me enquanto eu estivesse cantando para Ele. Confesso que por muito tempo não levei a sério tais promessas, embora eu sempre gostasse de cantar, isso acontecia de forma muito esporádica na igreja, e eu costumava ficar ali, na pequena congregação onde participava. Na minha pequena visão de mundo, cantar e ver Deus agir em meio ao meu louvor, era algo realmente difícil de vir a acontecer. 

Aos 18 anos de idade, Deus havia me feito esta promessa, que com o passar do tempo, caiu no esquecimento. 

Certa vez, no início de 2012, em um dos cultos da igreja, após levantar-me da oração, tive uma visão que durou apenas alguns segundos – eu me vi em um palco de um estádio de futebol, havia muita gente em volta, e eu estava com um microfone em mãos. Pensei comigo, “o que será isso?”, será que vou me tornar uma pregadora da palavra?”, “será um sinal de uma chamado missionário?”. Não entendi nada, mas de vez em quando o Senhor me fazia lembrar dela. 

Naquele final de 2012, orando em meu quarto, o Senhor falou ao meu coração: “grava um CD”.

Automaticamente um turbilhão de perguntas me ocorreu: “Gravar um CD? “será que tenho capacidade pra isso? Mas minha voz nem é tão potente assim, eu sinto dores na garganta todos os dias, sou alérgica, e muito tímida, será?, será?...”.

Conversei particularmente sobre a possibilidade de gravar  CD com alguns amigos mais próximos, que me apoiaram e me deram muitos conselhos valiosos. 

Para chegar até aqui, tive ajuda de muitos amigos músicos, compositores e da minha família e desde o lançamento do CD, tenho estudado canto e teatro para cantores para aprimorar o pouquinho que sei.

GMC: Você  compõe? Que estilo musical que melhor define este trabalho? 
Compus apenas uma música do meu CD "I live by your Grace". O estilo que melhor define o trabalho é o POP, mas com algumas influências da MPB.

GMC: Quais as novidades que pode nos contar sobre este novo projeto seu CD "Entrega"?
É o primeiro CD, gerado no coração de Deus e depois no meu. Foi construído com muita dificuldade, tanto pela minha falta de experiência quanto pela falta de recursos. De fato, as músicas exprimem o que realmente eu vivi enquanto estava em processo de gravação. Não tendo nada, mas tendo Deus, ao meu lado que tudo pôde prover.

GMC: Quem são suas inspirações na área da música?
São Muitas. Numa concepção de adoração me inspiro em Michael W. Smith, o qual acompanho desde adolescente. Também sou grande admiradora do trabalho de Fernanda Brum, Álvaro Tito, João Alexandre e Isabeh, meu professor de canto.

GMC: O que você gosta de ouvir nas horas vagas e que dicas de CDs você poderia dar para os leitores do Gospel Music Café? 
Além daqueles nos quais me inspiro, nas horas vagas ouço de tudo um pouco, MPB, Lounge, Clássicas, Jazz. Acredito que o cantor deve conhecer diferentes estilos musicais, pois o mundo da música é dinâmico e multicultural. Quanto maior for o seu leque de conhecimentos musicais, melhor preparado ele estará. Meu conselho é que ouçam de tudo e façam adaptações conforme seu estilo de cantar. 

GMC: Deixe um recado para os usuários do portal Gospel Music Café
A teoria é a mesma para todos, mas o que nos individualiza é a nossa criatividade. Utilize seu potencial criativo e não tenha medo do novo, use o seu dom para adorar a Deus. À Ele a honra, para sempre.

Contatos:
email: contato@queilaleite.com.br
Tel: 11-4743-1964