Foi no ano de 2002 que Lucas Souza iniciou seu caminho como cantor e líder de adoração. Confira a entrevista com o cantor: GMC: Como você vê hoje os ministérios de louvor e adoração no Brasil? Existe união, ou é possível se aproximar mais? União existe entre os que têm coisas em comum, que são de uma mesma denominação ou de uma mesma gravadora. Entretanto, união real por motivos que não sejam os estritamente pessoais existe apenas entre alguns. Vejo que os ministérios de louvor no Brasil têm muito que amadurecer coletivamente, valorizando e honrando melhor os músicos e não apenas os cantores. Juntando-se com outras equipes para caminharem na linha do Reino, e não apenas para exibirem os números de vendagem ou o sucesso dos shows. Afinal, estamos lutando pelo que? Estamos gastando a voz para proclamar o que? É como a velha frase que diz que "sozinhos eu vou mais rápido, mas junto eu vou mais longe". Precisamos aprender o que é ser "junto". Sem dúvidas que para se ligar a alguém hoje em dia é preciso muito discernimento e sabedoria para saber com quem se está andando e o porquê. Sempre existirão pessoas oportunistas e "sanguessugas" querendo se aproximar para "subir junto", pessoas que não tem nenhum compromisso verdadeiro com o Reino e querem apenas tirar o seu bônus pessoal no final de tudo o que fazem, como se tudo não passasse de uma partida de vídeo-game. Enfim, desse tipo de gente eu quero distância. GMC: Quais são suas influências musicais? São inúmeras. Penso que tudo o que se ouve, seja em casa curtindo um CD ou ouvindo a trilha de um filme no cinema, como também a música que está passando na rádio enquanto você está na sala de espera do seu médico, ou num quiosque de uma praia, tudo isso pode te influenciar musicalmente. Quem já estudou música sabe que ela é em si a coisa mais volátil e que se auto-somatiza que existe, principalmente para quem faz música, e não apenas executa. Então acredito que tudo o que sou hoje - musicalmente/artisticamente falando - passou por todas as aulas, ensaios, apresentações que fiz e ouvi desde a infância até hoje. Como também passa por todas as bandas que escutei, os cantores que imitei cantando no chuveiro durante toda a adolescência, as músicas que há 10 anos atrás eu ensaiava com o grupo de louvor, ou as revistas de canções cifradas de cantores dos anos 80/90 que eu comprava para aprender a tocar violão. Hoje eu também sei que se essas influências tivessem sido diferentes, a minha voz hoje também seria diferente, porque ela seria moldada por outro timbre de voz (que eu tentava imitar!) na época de sua formação, entre os 15 e 20 anos. O que eu posso dizer é que hoje tenho sido muito influenciado - musicalmente - por cantores-ministros como Matt Redman e Chris Tomlin, e por bandas como Leeland, Snow Patrol, Keane, U2, Coldplay, Travis, etc. Eu poderia continuar, e a lista seria enorme. Tem muita música boa e criativa sendo feita pelo mundo afora. GMC: Quais os projetos para 2007? Estamos planejando gravar um novo álbum ainda no primeiro semestre de 2007. GMC:Qual sua relação com a web? E o que acha do crescimento da música gospel na internet? Minha relação com a WEB é a melhor possível. Sem ela eu creio que não teria metade de meus contatos, e também não teria alguns bons amigos. Já a questão da musica pela internet é boa e ruim. Boa porque é a melhor forma hoje de se divulgar um trabalho, principalmente se estiver com pouco dinheiro, e é um ótimo lugar para se fazer bons contatos. Ruim especialmente e talvez tão somente para o artista, que sofre para compor, gravar e divulgar, e no final perde muito para a pirataria e para a forma fácil que as pessoas têm de copiar um álbum completo sem que se pague nada por isso. GMC: O que você acha da iniciativa do portal do Gospel Music Café In Festival para bandas? Acho interessante a partir do momento que o critério principal de qualificação/avaliação para as bandas seja a criatividade, tanto na parte da música em si como na temática das letras. Hoje o cenário nacional da música cristã contemporânea sofre com a mesmice e a falta de empenho em se fazer algo realmente bom e que possua uma essência verdadeira. Se o Festival avaliar por esse critério pode ser excelente. GMC: Deixe uma mensagem para os internautas do Gospel Music Café. Busque ser um filho da Graça de Jesus. Quando olhar para alguém ou para alguma situação, importe-se em achar nele/naquilo antes de qualquer outra coisa a simples presença da Graça. Principalmente porque, hoje eu sei, a Graça encontra beleza em tudo. Ela não aponta o dedo pra ninguém, não faz pré-julgamentos nem julgamento algum, e faz com que você se importe mais em ver os sinais de Deus no mundo do que a suposta/inquisidora falta de Deus no homem que vive no mesmo mundo que você. Ping Pong Nome: Lucas Silva de Souza Nasc. 16/11/1982 onde mora: Vitória - ES estado civil: Casado filhos: Ainda não. Prato preferido: Isso é bem difícil, mas acho que deve ser o frango xadrez que minha esposa faz. O q nao pode faltar em casa: Amor. cantor nacional: João Alexandre cantor internacional: Matt Redman Musica prefer$ida (outro cantor): "Blessed be the name", do Matt Redman. Musica preferida (sua): "O Amor dobra os meus joelhos" (Que ainda não foi gravada). Os melhores programas de TV: Lost, Extreme Makeover, Jô Soares, qualquer jogo do São Paulo. Os piores programas de TV: Quase todos que passam no domingo. Uma qualidade: Gostar de ler. Um defeito: Roer as unhas. Um hobby: Jogar tênis, futebol, andar de bicicleta e correr na praia. Uma pessoa que não esquece e Por quê?: Carlos Nejar, grande escritor/poeta. Ele me ensinou a escolher bem as palavras. Sonho realizado: Casar. Sonho ainda não realizado: Ter meus filhos. Um fato marcante: Meu casamento. 05/03/2007