Enquanto não chega o novo CD de Leonardo Gonçalves, fique por dentro das novidades, contadas pelo próprio Leo. Em que fase da produção se encontra seu novo trabalho? Ele está na fase inicial de gravação. Toda a pré-produção está pronta, os arranjos de base também, mas preciso, ainda, efetivamente, começar a gravar. Comecei pra valer na primeira semana de setembro. Qual a linha que você está seguindo? É um CD que pode surpreender as pessoas? Seja pelo estilo, pelas músicas. Ele traz alguma novidade para o público? A linha e os princípios que estou seguindo são a mesma do primeiro CD. É um CD pessoal em que tento representar o mais abertamente possível minha vida espiritual e minhas reflexões dos últimos anos. Isso, quanto ao conteúdo. Quanto à forma, ainda acredito que momentos e reflexões diversas requerem estilos musicais diversos e estou tentando, ao máximo, sublinhar o conteúdo pela forma, ou seja, fazer uso do que se denomina "retórica musical". Quanto a surpresas. Acho que quem me conhecia dos grupos "Tom de Vida" e "Novo Tom" se surpreendeu bastante com meu primeiro CD solo "Poemas e Canções" e creio que se surpreenderão novamente, tanto quanto ou até um pouco mais; até mesmo pelo fato de ter passado muito tempo desde o primeiro CD. A concepção musical de um CD termina com a definição do repertório, porque você só pode fazer um arranjo para uma música que a própria música estiver pedindo, que combine com ela; e o tio Willy (Pr. e Maestro Williams Costa Jr.) e eu fechamos o repertório de "Poemas e Canções" em Agosto de 2000 (e eu estava juntando repertório já, desde 1998). Logo, se passaram não menos de 6 anos para a concepção deste novo CD, que ainda não tem nome definido. Muita coisa aconteceu na minha vida e o CD "Poemas e Canções" hoje tem tanto a ver comigo quanto eu, com 20 anos de idade. Pra mim, é um momento da minha vida espiritual que já está no passado, embora eu só esteja onde estou por causa daquele momento. Existe previsão de uma data para o lançamento? Bom... Marcar data é uma coisa muito complicada. Vamos dizer da seguinte maneira: minha meta é lançá-lo ainda em novembro deste ano, mas pra quem esperou quase 4 anos e meio pra iniciar a gravação de um segundo CD, estou bastante calmo. Não vou fazer nada mais apressadamente do que seria saudável pra mim e, principalmente, para o próprio CD. A pressa é a inimiga-mor da perfeição. E ao mesmo tempo em que eu tenho pressa, não vou comprometer a qualidade de nem uma vírgula do CD por isso. Como foi selecionado o repertório? Com muita oração. Principalmente. Repertório é, na minha opinião, mais de 60% de um CD. E, sinceramente, ninguém sabe como escolher um bom repertório. Ninguém sabe que tipo de música pode tocar determinada pessoa, de que maneira. Principalmente porque não estou à procura de um repertório de que as pessoas GOSTEM, mas que as EDIFIQUE ESPIRITUALMENTE. E sendo a música um instrumento para confortar, consolar e exortar o povo de Deus, tanto quanto para atrair curiosos a refletirem a respeito de uma vida com Ele, só o Espírito Santo pode saber o que Ele vai poder usar melhor, depois. Por isso, acima de qualquer outra coisa: oração. De quem são as composições? Ele tem muitos compositores novos? As composições são de pessoas, as mais diversas; todas elas nacionais e todas, exceto um interlúdio e uma música, de compositores de minha geração, de pessoas com quem tenho um relacionamento, embora à distância em alguns casos, não permita que este seja mais estreito. São todas elas músicas que tocaram meu coração e que me edificaram espiritualmente. São, aproximadamente, 14 autores/compositores diferentes. O que as pessoas podem esperar deste trabalho? Hum... pergunta difícil. Sinceridade. E zelo. Muito zelo, tanto pela forma, quanto pelo conteúdo. E acho que vai ser um desafio, tanto pra quem já conhece meu trabalho, como pra quem nunca nem ouviu falar do CD "Poemas e Canções". Entrevista cedida pela Gravadora Novo Tempo Compre o cd Poema e Canções de Leonardo Gonçalves clique aqui Assista o vídeo da música Getsêmani Leonardo Gonçalves em estúdio