GMC: Como foi seu início na música e quais influências sofreu? Meu início na música se deu desde o meu nascimento envolvido na igreja evangélica. Costumo dizer que o maior celeiro de talentos e desenvolvimento dos dons divinos existem na igreja evangélica, são cantatas de natal, dia das crianças, dia dos pais, das mães, ,páscoa e por aí vai... tudo feito através de música e teatro. Então, cresci assim, desde a minha infância envolvido com música e à frente de pessoas. GMC: Olhando para o Brasil o que você pode falar daquilo que você tem visto na área do louvor e da adoração? Tenho visto um crescimento muito lindo das igrejas em relação ao louvor e adoração, porém ao mesmo tempo tenho muito medo, pois creio que cada igreja tem um chamado específico, único e muitas tem tentado fazer do seu ministério de louvor e adoração algo parecido com outros ministérios e não tem desenvolvido a sua própria identidade, isso é perigoso e deve sempre ser sondado por Deus para se saber se a motivação e o foco do ministério está em linha com o desejo de Deus para a igreja e a nação como um todo. GMC: O que você vê como a maior diferença entre EUA e Brasil na área do louvor e adoração e também no segmento gospel em geral? Na área da música em geral eu creio que temos que aprender muito com nossos irmãos americanos, eles já estão um bom tempo a nossa frente. Porém, não sei se eles fariam o que fazemos com o pouco dinheiro que temos. Temos no Brasil Cd´s e dvd´s maravilhosos que não custam nem mesmo o preço de uma mesa de som ou de uma câmera usada por eles em suas gravações, isso nós sabemos fazer melhor do que ninguém, trabalhar vendo milagres a cada dia. GMC: Como foi participar de toda a turnê no Brasil com o Michael W. Smith? Foi uma benção, aprendi muito com ele e vi também que a sua base ministerial, sua base de sucesso está no Senhor e na humildade. É uma pessoa simples e interessada em ganhar vidas e abençoar pessoas, isso é o mais importante que vi ali. Outra coisa que me marcou muito foi observar a equipe competente que trabalha com ele, isso é outro segredo do sucesso de um ministério, existem muitos ministros abençoados que colocam pessoas não preparadas para trabalhar e essas pessoas acabam atrapalhando o desenvolvimento do ministério. GMC: Como foi este tempo que estudo nos EUA ? O que mais você aprendeu? Meu tempo nos EUA foi uma direção de Deus para me afastar de todos, inclusive da família, fiquei 3 anos afastado de todos buscando o propósito de Deus para minha vida e ministério. Aprendi muitas coisas, inclusive o mais importante, aprendi a servir e adorar em qualquer "posição" ministerial, fiz de tudo, fui guardador de carros, trabalhei no berçário, ajudei a cuidar de enfermos e fui líder de louvor em um culto que acontecia todos os dias. Aprendi a servir, e digo que a cada dia aprendo mais e mais a ter uma vida de servidão. GMC: Você congrega em que igreja? Com a agenda apertada do ministério, você tem tempo de ir à igreja e "ser ministrado"? Sou pastor na IGREJA BATISTA DA LAGOINHA aonde meu pai é pastor já há 35 anos. Dirigo um culto toda Terça-Feira e pelo menos 2 Domingos por mês estou na igreja com meu pai. Temos um canal de televisão REDE SUPER, um canal que é nosso, porém é aberto a todas as denominações e igrejas evangélicas, tenho no canal um programa que vai ao ar todos os dias, gravo todas as Quartas-Feiras os programas para a semana toda, e o restante da semana viajo a nossa nação e o mundo pregando e cantando ao Senhor. Vivo debaixo da liderança da igreja e do Diante do Trono, não tomo decisões sem o conselho e direção dos meus líderes, isso me dá paz e ousadia para ministrar, é muito bom viver debaixo de liderança. GMC: Se tratando de técnica, como você vê a música gospel nacional hoje, comparada com a música gospel internacional? O Brasil está defasado de alguma forma em termos de técnica (qualidade musical, estúdios, músicos, etc.)? Acho que o Brasil é um país sertanejo, não temos como mudar a raíz do nosso Brasil, o Brasil é dos índios e dos fazendeiros e acredito muito nisso e me orgulho disso. Creio que a nossa música está amadurecendo agora, tanto tecnicamente quanto espiritualmente, o estrelismo está em baixa e a vida de compromisso está em alta. Nossa cultura é muito tradicional e creio que o que Deus tem para nossa nação é tão grande que os religiosos não vão gostar muito do que vem por aí, porém, nada vai parar o crescimento da qualidade e da espiritualidade da música gospel no Brasil. GMC: Qual sua relação com a web? E o que acham do crescimento da música gospel na internet? Acho que o maior investimento que podemos ter é na internet hoje, meu novo site vai ao ar em poucas semanas. Ali vc vai poder assistir a todos os meus programas de televisão, baixar clips dos meus dvd´s, mp3 dos meus cd´s e das músicas de minha autoria, e mais, baixar ring tones para celular... e é apenas o começo. A internet é a ferramenta essencial para ganharmos a nossa geração para Jesus. Ping Pong Nome: Andre Machado Valadão Nasc. onde mora:BH estado civil:CASADO filhos:ainda nao Prato preferido:nhoque a bolognesa O q nao pode faltar em casa: um piano ou teclado cantor nacional: Leonardo Gonçalves e Sérgio Saas cantor internacional: Martin (delirius?) e Steven Curtis chapman Musica preferida (outro cantor) Atualmente: Rain down (delirius?) Musica preferida (sua): É a musica da minha vida...For the sake of the call (Steven Curtis chapman) Os melhores programas de TV: Jornal da globo, Show business, Jô. Os piores programas de TV: Programas de auditório com tanta sensualidade que não dá nem pra assistir. Uma qualidade: submissão. Um defeito: pressa pra ver acontecer.... Um hobby: Musculação Uma pessoa que não esquece e Porque? Kenneth E Hagin, seu ministério e testemunho estão sempre em meus pensamentos. Sonho realizado: A mulher que Deus colocou na minha vida. Sonho não realizado: não é que não foi realizado, é que ainda vai acontecer... sou muito novo ainda e sei que vai acontecer, hehehe. Um fato marcante: A aceitação que as pessas tem tido com meu ministério e cd´s e dvd´s, isso me marca muito e me faz depender mais e mais de Deus. jan/2006 Assista o vídeo da música não posso pagar