Confira a entrevista com o cantor Paulo Rogério

GMC: Fale sobre seus novos projetos
Depois de 21 anos de carreira e com um projeto independente, hoje estou focado na minha carreira musical, a maioria desses anos eu estive meio que dividido entre Ministério de louvor de uma igreja local e paralelo a isso estive viajando com o meu Ministério, o que acabou acontecendo é que não pude focar no meu Ministério, no início desse ano tive a direção de focar 100% na minha carreira musical, e também com a minha empresa PRB Produções, produzindo os meus projetos pessoais e também novos artistas da música gospel, ainda esse ano estarei lançando um cd que terá duas versões  PORTUGUÊS/ ESPANHOL, tendo em vista o grande mercado brasileiro e latino. Lançarei também em 2014 o meu DVD MAIS QUE VENCEDOR e colocaremos a disposição de todos as músicas em uma grande plataforma digital.

GMC: Como podemos classificar o som de Paulo Rogério?
Há alguns anos eu me fiz essa pergunta, pois sinceramente eu tinha uma grande crise quanto a isso, mas um grande amigo me respondeu da seguinte forma; Paulo vc é um ministro de louvor e como tal o seu som está a serviço da Igreja, ouvindo isso me ajudou a me definir melhor, pois eu tenho como visão que a música é uma ferramenta para adorarmos e também uma ferramenta para a socialização das pessoas, então se eu tiver que definir o meu som; seria WORDL MUSIC rsrsr, música pra todos, música pra todas as culturas, música pra todas as raças, música para todas as tribos.

GMC:  Qual foi o momento mais marcante da sua carreira?
Eu tive vários, mas acredito que foi no Projeto Comunhão e Adoração 4, pois esse Projeto me lançou para o cenário nacional e internacional, e também pela qualidade do Projeto, que de alguma forma me definiu musicalmente,

GMC:  E quais as maiores dificuldades que você enfrentou?
Eu estou enfrentando até hoje depois de 21 anos de carreira, enfrento muitas dificuldades, pois as coisas não acontecem de forma fácil; como diz um ditado popular: O QUE VEM FÁCIL, VAI FÁCIL, então tudo tem o seu preço, mas acredito que todas as dificuldades servem para nos moldar e nos preparar para os grandes desafios da vida. Acredito que a maior dificuldade que eu tive foram os nãos que eu recebi no começo, muitas palavras negativas e muita gente sentenciando o meu futuro, se eu ficasse com essas palavras, fatalmente hoje eu não estaria aqui conversando com vcs; seria uma pessoa comum e triste com a vida.

GMC:  Você tirou muitas lições dessa fase?
Muitas, aprendi que eu não devo pautar a minha vida, pelo que as pessoas pensam ou falam de mim, preciso focar e acreditar nos meus sonhos e projetos, e não dar ouvidos a ninguém, somente  a DEUS, MINHA ESPOSA E FILHA e claro alguns amigos de muita, muita confiança.

GMC: Atualmente grande parte dos cantores e bandas estão sempre em contatos com os fãs (facebook, twitter, istagram...) O que acha dessa interação?
Eu tenho certeza que essas ferramentas tem aproximado as pessoas, e principalmente no meu caso que hoje sou um cantor independente tem me ajudado bastante, pois essas redes permite com que as pessoas conheçam mais o meu projeto, hoje nas minhas redes sociais eu falo diariamente com mais de 25.000 pessoas, que me acompanham no Facebook, Twitter e Instagram. 

GMC: Como você vê a música gospel neste momento no país?
Vejo com felicidade, mas também tenho as minhas preocupações, pois todo crescimento, tem também o lado bom e ruim; o lado bom dessa história, acredito que de alguns anos pra cá muita gente independente teve a oportunidade de fazer o seu projeto, pois com o crescimento a produção de um bom cd se tornou viável e com isso muitas pessoas conseguiram mostrar as suas músicas e também novas composições; o lado negativo, por conta do crescimento muitos cds tem sido lançados puro e simplesmente por conta do mercado e não muitas vezes por uma visão e propósito, isso me preocupa, pois no meio gospel não podemos fazer cds por conta do mercado, precisamos fazer com propósitos, pois a nossa vida foi gerada com um objetivo divino, o nosso projeto é maior do que simplesmente um cd ou um show.

GMC: O que você gosta de ouvir nas horas vagas e que dicas de CDs você poderia dar para os leitores do Gospel Music Café? 
Eu pelo fato de ser músico e produtor musical eu escuto muita coisa, a primeira dica que eu tenho pra dar é MAIS QUE VENCEDOR Paulo Rogério rsrsrsrsr, Paul Baloche, Israel Hougthon, Amy Grant, Jonh Mayer, Antony Evans, Paul Simon, Aretha Franklin, Michael W. Smith, 

GMC: Deixe um recado para os usuários do portal Gospel Music Café
Ame a vida, e aproveite o máximo tudo o que vcs puderem, pois a vida aqui na terra é muita curta, então ame mais, perdoe mais e leve a vida sem tanta pressão.

www.paulorogerio.com
www.facebook.com/PauloRogerioOficial
www.twitter.com/minpaulorogerio
www.instagram.com/paulorogeriooficial