Ganhadora do Gospel Music Café In Festival, fala ao portal: GMC: Nos conte como foi a cura da bronquite e seu início no ministério de louvor. A cura veio aos 12 anos, subitamente. Depois de anos e anos de sofrimento, fui ao médico, ele me examinou e disse: “Olha, não entendo... você pode ter qualquer coisa, mas bronquite você não tem mais!”. Na hora eu não entendi a dimensão do que havia acontecido, mas depois percebi que eram as mãos de Deus agindo em meu favor. Nessa época eu ainda não acreditava que pudesse cantar, mas resolvi tentar, foi difícil, eu não conseguia cantar sequer uma frase no tom correto (rsrs), era extremamente desafinada, e lembro que minha mãe sempre dizia: “Filha, você precisa ouvir o que você está cantando!” (rsrs). De tanto ela falar isso, resolvi me dedicar, passava horas trancada no quarto ouvindo músicas e tentando fazer igual as cantoras faziam. Aos 15 anos entrei para o Grupo de Louvor da minha igreja, mas ninguém ouvia minha voz, eu dublava, sempre com vergonha de desafinar. Só um ano mais tarde todos puderam enfim me ouvir, quando fiz um solo numa das canções que cantávamos, lembro que era muito agudo e foi inexplicável, foi como se Deus tivesse soprado em minhas narinas um novo fôlego; todos olharam espantados, ninguém acreditou, mas eu acreditei que Deus tinha visto o desejo em meu coração, e a cada dia esse desejo só aumenta, e na mesma medida Deus tem me abençoado. GMC: Qual foi o incentivo para participar do Gospel Music Café In Festival? Meu pai me mandou um e-mail falando sobre o festival, logo entrei no site e peguei todas as informações, o mais difícil para mim seria arrumar uma música inédita, mas recorri a um grande amigo (Raphael Oliveira), que com muito carinho e em pouquíssimo tempo compôs a música “Recordações” e me mandou. Só tenho que agradecer à minha família toda por me dar muita força e incentivo; meu chefe, que me liberou para viajar e ficou torcendo por mim; meu noivo, minha igreja e meus amigos, todos estiveram orando desde o momento em que anunciei que iria participar, e isso foi muito importante pra mim. Minha cidade é pequena e logo todos ficaram sabendo... a torcida aqui foi grande! GMC: O que achou da iniciativa das eliminatórias do Festival serem na maior feira cristã da América Latina, a Expo Cristã? A iniciativa foi ótima, pois, além de propiciar amplitude de divulgação do evento, também nos fez ver que os organizadores realmente investiram para que esse fosse um festival sério; e conseguiram, todos estão de parabéns. GMC: Conte-nos o que achou dos jurados e do nível dos outros concorrentes? Os jurados foram excelentes, super competentes e imparciais. Os outros concorrentes são bons demais, cantam muito, fiquei impressionada! Cada um com uma característica diferente, mas todos louvando ao mesmo Deus. Não deve ter sido tarefa fácil a dos jurados (rsrs). GMC: Qual a emoção de ser a vencedora do Gospel Music Café In Festival, e ser premiada com a gravação do cd? Quando ouvi meu nome ser anunciado eu travei (rsrs) não conseguia rir, nem chorar, dei um brado de vitória e agradeci a Deus; o meu coração estava batendo mais rápido do nunca, fiquei muito feliz. Esperei bastante tempo por esse cd, agora quero dar o meu melhor para fazer um bom trabalho e poder alcançar muitos corações que precisam saber que não há razão para temer, pois Deus é Fiel! GMC: Quais os planos para a gravação do cd? Já tem selecionado o repertório? Não vejo a hora de começar a gravar! (rsrs) Estou em contato com alguns amigos compositores, já recebi algumas músicas e logo o repertório estará definido, por enquanto nada concreto. GMC: Está preparada para cantar para um público de mais de 70 mil pessoas no Aviva Diadema, no dia 15 de novembro, que também faz parte da premiação do festival? Que responsabilidade!! Dá um friozinho na barriga só de pensar (rsrs), nunca cantei para um público tão grande, mas o compromisso é o mesmo que cantar para um pequeno número de pessoas, a mensagem será a mesma e o objetivo também, levar a mensagem da salvação. GMC: O próximo festival será de bandas, qual a mensagem que deixa para os interessados em participar? Se Deus te deu um dom e você quer usar esse dom para glorificar o nome do Senhor, não perca tempo, inscreva-se, participe mesmo! Deus tem o jeito certo, o momento certo, e talvez essa seja a sua hora de receber mais um grande presente do Senhor! GMC: Deixe uma mensagem para os internautas do Gospel Music Café Obrigada por terem dedicado alguns minutinhos à leitura desta entrevista. Estou muito feliz por compartilhar dessa conquista (Festival) e da minha alegria com todos. Vale a pena esperar em Deus e descansar no Seu amor; a vontade dEle é perfeita! Confie no Senhor, Ele não mudou... é o mesmo Deus que faz milagres acontecer! Que Deus abençoe a todos vocês! Abraços, Priscila Araujo. Ping Pong Nome: Priscila de Araujo Gonçalves Aniversário: 03/03 Cidade onde mora: Quatá (SP) Estado civil: solteira Filhos: um projeto futuro Prato preferido: arroz, feijão, filé de frango e creme de milho (hummm) O q não pode faltar em casa: música Cantora nacional: duas - Cristina Mel e Jeanne Mascarenhas Cantora internacional: três - Yolanda Adams, Sandi Patty e Darlene Zschech Musica preferida (outra cantora): Santo Deus, usa-me (Cristina Mel) Musica preferida (sua): Recordações Os melhores programas de TV: Noticiários Os piores programas de TV: Aqueles que satirizam a fé cristã Uma qualidade: paciência Um defeito: timidez Um hobby: pintar Uma pessoa que não esquece e Por que? Meu primo Aníbal, porque tinha grandes sonhos e projetos para meu ministério, mas não teve tempo de vê-los se cumprir... Sonho realizado: poder cantar Sonho não realizado: tocar piano (mais um dia eu vou aprender rsrs) Um fato marcante: a primeira vez que louvei ao Senhor Uma curiosidade: sou muito paciente e também muito curiosa! Confira o hotsite da cantora no portal Assista o vídeo da Priscila Araujo com a música recordações vencedora do festival 2006