Home

 
 

     Release | Agenda | Cifras | Album | Fotos | Letras | Músicas | Vídeo | Noticias | Contatos


"Sou de uma geração que está cansada de ficar quieta. Me recuso a permanecer por detrás das paredes da religião, busco a verdade, aquela que somente se encontra em Deus e não nas opiniões dos homens. Livre-se dos estereótipos de cor, idade, denominação ou passado: se você acredita em Jesus Cristo e que há um só Deus, e se a verdade cala fundo em você, grite, adore, aplauda e dance comigo."

Aos 27 anos o Ministro fez com que se incorporassem a música hip hop contemporânea aos arranjos gospels tradicionais (hip hop é um estilo happ de música). Ele nasceu e cresceu em Fort Worth, no Texas. Abandonado pela sua jovem mãe e por seu pai, aos três anos de idade, ele foi adotado por uma velha e distante tia de 64 anos – Gertude Franklin. Aos quatro anos começou a tocar piano. Nas manhãs de sábado, sua tia lançava mão das economias para pagar suas lições de música. Aos domingos ela se certificava que ele estava na Igreja. O tempo que esteve ausente do Jardim da Infância ele passou cantando e aproveitando o circuito evangélico da Igreja. Aos sete anos lhe foi oferecido o primeiro contrato de gravação. Mas sua tia achava que ele era jovem demais: recusou o contrato.

Aos onze anos ele foi nomeado Ministro da Música na Mount Saint Rose Baptist Church – a Igreja que freqüentava. Foi então que começou a escrever arranjos para músicas cristãs. Aos 19 anos ele preparou sua primeira gravação, doméstica ainda, e a ofereceu a Milton Biggham – Presidente do Conselho de Administração do Grupo Music Savoy. Milton ficou impressionado e o convidou para trabalhar num álbum, o D.F.W. Coral. Franklin fez algumas canções desse álbum, mas “Every Day with Jesus” (Todo dia com Jesus), foi a campeã do projeto que estreava. Em 1992, ele começou a realizar seu sonho de introduzir um som novo na música gospel. Escolhendo novos talentos para compor o grupo The Family (A Família), Franklin obteve as dezessete vozes mais afinadas da área. Com sua própria voz solo, ele desencadeou a maior guerra de ofertas de contratos lucrativos: todos queriam sua exclusividade. Em 1993, depois de muita oração e reflexão, ele optou pelo selo Gospo Centric. O veterano na Gospel Music, Vicki Mack-Lataillade (Diretor da Gospo Centric), iniciou seu negócio com $ 6,000 emprestados de seu pai. Kirk Franklin foi um de seus primeiros artistas. Um mês após o lançamento do CD Kirk Franklin e The Family, saltou para o primeiro lugar na Billboard – Categoria Gospel.

Naquela época Franklin tinha assinado seu contrato milionário com a Gospo Centric e em janeiro de 1997 a gravadora foi considerada a número 01 na música Evangélica dos EUA, mantendo cinco artistas e oito álbuns no topo das 20 mais . Até hoje K. Franklin e The Family tem permanecido no topo da Musica Gospel Evangélica Contemporânea. Seu álbum de estreia o definiu como o líder de uma nova geração da música evangélica por ter expandido esse gênero musical e seus fãs tem aumento consideravelmente. Seu segundo álbum K Franklin e o Natal em Família, vendeu mais que 500 mil cópias em 4 semanas. No último ano Whatcha Lookin’4 já entrou na 23 colocação do Billboard 200, em terceiro no R&B Charts e em primeiro no gênero gospel. O álbum recebeu o disco de platina me 1997, vendendo mais de um milhão de cópias e recebendo muitos prêmios, incluindo o Grammy Award, o 5 Stellar Awards e o NAACCP Image Award que premia duplas e grupos. A Revista Billboard considerou-o o primeiro artista Gospel e o primeiro artista Evangélico Contemporâneo em 1997. Por muitas vezes ele também esteve presente no B-Rite, a distribuidora de registros Interscope. E ele continua sua excursão mundial com Y. Adams e F. Hammond. Seu “Tour of Life” (Excursão de Vida) tem vendido em todos os cantos dos EUA. No ultimo ano ele fez sua primeira incursão na trilha sonora de filmes com a canção “Joy” (Prazer). Constantemente está se discutindo se ele não deveria ter seu próprio programa de TV. Mas atualmente ele está trabalhando em seu novo CD, Nu Nation Project, assim como em sua bibliografia a ser lançada em livro (Church Boy). Frank e sua esposa Tammy vivem em Arlington, no Texas, e terminaram de ter seu primeiro filho. “Eu não desejo apenas mais um book com milhões em vendas, Discos de Ouro ou de Platina, ou Prêmios da Stellar Awards ou Grammys, ou qualquer tipo de reconhecimento da mídia. Isso eu já experimentei nos anos passados. Eu desejo que a historia da minha vida e música demonstrem como Deus pode tomar uma criança do interior, dar-lhe uma mensagem e então por seu nome nos registros do mundo – porque a mensagem na música é o que realmente conta”. “Esta é a história de um garoto jovem, do lado pobre da cidade. Ele foi tentado e aborrecido, mas sua fé e seu talento musical notável o ajudaram a superar obstáculos”. Nesta páginas Kirk revela sua real fonte e vigor: “O que me motiva, ele diz, é o conhecimento que Deus me deu da dor, das minhas feridas do passado e ainda mais, me deu uma nova fonte de prazer que eu não posso explicar”. “Isto não é um show”, diz ainda ele, “esta é a verdade, e isso que eu quero expressar a vocês”.