Home

 
 

     Release | Album | Vídeo | Contatos


Release

Antiphona

Por Marcelo Nobre, jornalista

 

Para muitos, a música é a arte que mais nos aproxima de Deus. Afinal, ela é tão sublime que só pode ter mesmo algo de divino; desperta as emoções e oculta o que está ao nosso redor. Porém, há

as canções que ousam um pouco mais e nos levam além, diretamente para Ele. Estas são restritas a pessoas abençoadas, capazes de estabelecer a ponte direta entre nós, meros mortais, e Deus, o todo-poderoso Criador. É exatamente o que o Antiphona faz.

 

“Deus, Pai, quero te agradecer”, diz a letra de “Vida” em sua levada slow rock, mostrando o quão importante Ele é em nossas existências, seja nas pequenas ou nas grandes coisas. Por meio dela, Syd, o autor da letra, dá seu testemunho de fé, resgatando para o presente um futuro que parecia improvável em seu passado. Quantos, aliás, não têm essa mesma história para contar?

“Livre para cruzar os céus com asas que Deus me deu / Veludo azul, o imenso mar, navego nuvens e o ar”; poesia em estado puro que dá a “Cruzando os Céus de Veludo Azul” um clima que parece tirar nossos pés do chão e nos levar ao sabor da brisa celeste. Mais do que isso, ela faz com que quem a escute se sinta o próprio Ícaro cortando os céus. Uma viagem pelas emoções.

No fim, o que este álbum nos diz em sua essência pode ser resumido em uma expressão: “Carpe Diem”, que em latim significa “Aproveite o Dia” e é título de uma das faixas. Afinal, estamos aqui para extrairmos de cada pequena coisa o máximo para que sejamos felizes. Tudo para que no derradeiro momento não descubramos que não vivemos. E este disco é exatamente isso: uma ode à felicidade, à gratidão, ao amor e a Deus. Mergulhe no universo do Antiphona!


Formação:

-Syd Back: vocal, guitarra, violão e sintetizadores

-Gustavo Brown: baixo, guitarra e sintetizadores